Cavalo Cavalo Crioulo garante vaga na final do Mundial

Conjunto com F5 Licurgo Tapajós e Roberto Jou ficou entre os melhores na modalidade de Rédeas

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado
Foi com um bom desempenho que o representante do Cavalo Crioulo, F5 Licurgo Tapajós, fez sua estreia na disputa individual de Rédeas dos Jogos Equestres Mundiais – em Tryon, na Carolina do Norte, Estados Unidos – e garantiu a sonhada vaga na grande final da modalidade. Usando a responsabilidade de ser o único conjunto da raça como  motivação e “combustível” para entrar em pista, Roberto Jou e Licurgo concluíram a primeira etapa classificatória do WEG 2018 com a nota 221, conquistada nesta quarta-feira, 12 de agosto. Avaliação que garantiu o “Loiro”, como é conhecido, entre os 15 melhores cavalos de Rédeas do Mundo e que tem passe liberado na fase decisiva, marcada para o próximo sábado, dia 15 de agosto.
Com uma performance elogiada pelos comentaristas da transmissão oficial dos Jogos, o encanto e a precisão do conjunto Crioulo se traduziram em boas notas por sua apresentação. E se a passada do Loiro pela arena agradou os juízes e o público que acompanha o Mundial, quem segura a rédea e dá os comandos ao cavalo tostado dentro da arena também saiu satisfeito com a estreia. “Foi incrível a maneira que ele baixou a cabeça no círculo. Me fez sentir muito confiante em tocá-lo, em mostrar ele, então me senti muito bem na prova”, comentou Jou, logo após sair da pista. Este é o primeiro Mundial, tanto do Loiro, quanto de Roberto Jou como competidor.
Para chegar ao feito, o cavalo tostado precisou superar outros 62 competidores vindos de todo o mundo para competir nesta primeira etapa classificatória de Rédeas no WEG. Além da 14ª melhor nota geral, o Crioulo manteve a terceira melhor colocação entre os brasileiros que disputam a modalidade. Amanhã, na repescagem, outras 5 vagas na final serão preenchidas, formando o time de 20 conjuntos que retornam à arena em busca das medalhas no dia 15 de setembro.
Se dentro da pista ele chama a atenção por seus movimentos e técnica, também dentro e, principalmente fora dela, outro detalhe vem ganhando os olhares de quem encontra o Loiro pelos bastidores do WEG. A beleza e o visual único do garanhão despertam interesse no backstage, já que é o único Crioulo em uma ambiente onde predomina a presença de outras raças. “Um percurso que normalmente demora dez minutos, com a gente dura 30 minutos por causa das fotos. Todo mundo quer ver o cavalo. Vários disseram que é o cavalo mais bonito do WEG”, conta o treinador e cavaleiro, Jou. “Eu acho que o Licurgo, pela raça e pela cerda que ele tem, ele desperta uma empatia muito grande de todos os estrangeiros”, completa.

Deixe uma resposta