(54) 3632 5485 contato@destaquerural.com.br

Compra antecipada de sementes traz benefícios e economia ao produtor

Negociação no cedo pode representar uma economia de até 22% para o produtor de arroz

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Diante de todas as dificuldades enfrentadas pelo setor orízicula nas últimas safras, o planejamento cuidadoso de cada etapa da lavoura se tornou fundamental para a sustentabilidade do negócio agrícola. Nesse sentido, a semente é um insumo estratégico para a agricultura embora algumas vezes seja negligenciado pelo produtor.

Reconhecida como o principal vetor de transferência tecnológica, a semente leva consigo as características potenciais e “ideais” para cada região, tipo de solo, clima, além de capacidade produtiva e resistências a diferentes pragas e doenças, o que pode garantir ao produtor o sucesso de seu empreendimento. Por outro lado, quando se usa uma semente inadequada ou de baixa qualidade, coloca-se em risco a eficiência da atividade e todos os demais itens do custo de produção aplicados às lavouras. É a famosa relação custo-benefício.

Frente a esse cenário, a compra antecipada de sementes pode representar uma grande economia para o produtor rural, pois é uma forma de garantir preços e condições diferenciados na aquisição do insumo, que valorizam de forma significativa durante o período de safra, tanto devido ao aumento considerável da demanda por sementes, quanto pela redução da oferta de alguns materiais. Para os produtores de arroz a aquisição antecipada também pode significar uma melhor negociação com a indústria de sementes. A RiceTec, por exemplo, empresa pioneira e líder em pesquisa e tecnologia em sementes de arroz, conta com a Campanha Flex, baseada numa fórmula com valores atrativos nos vencimentos e negociação flexível. “A negociação no cedo pode representar uma economia de até 22% dependendo da qualificação dentro dos programas de incentivo de compra e do mês do pagamento, além de o produtor garantir a melhor opção de ciclo, genética e tolerância a doenças para a próxima safra”, afirma Leandro Pasqualli, diretor de marketing da RiceTec.

Com mais de 15 anos de atuação no Rio Grande do Sul e ciente da sua importância no mercado de sementes certificada de arroz no estado, a RiceTec é sensível ao momento do produtor de arroz e aposta na flexibilidade de negociação com seus clientes, como destaca Pasqualli.  “Priorizamos a sustentabilidade do negócio dos nossos clientes, por isso, adotamos uma negociação flexível  com produtos que ofereçam mais segurança, qualidade e rentabilidade para o produtor”, afirma.

Outro diferencial da Campanha Flex, são os valores atrativos nos vencimentos a curto prazo, bem como a possibilidade do uso da “Moeda Forte”, ação lançada em 2015 que trava valor da cotação do grão, usando a lógica de mercado futuro.

MOEDA FORTE

No agronegócio, a variação dos preços é um dos principais fatores de risco para o produtor. No setor arrozeiro, que ainda não conta com a comercialização no mercado futuro – no qual o produtor pode travar um valor para o momento da venda – a preocupação com a formação dos preços preocupa os orizicultores. Por isso, a segurança passou a ser determinante nas relações comerciais do setor. A campanha “Moeda Forte” tem o intuito de pré fixar o valor da saca de arroz, no momento da compra da semente. A iniciativa tem como lógica o mercado futuro, como explica o diretor de Marketing da RiceTec, Leandro Pasqualli. “O que oferecemos ao produtor é uma segurança quanto à flutuação de preços no mercado”, destaca.  Em um mercado cada vez mais competitivo, o interesse do produtor por sementes diferenciadas vem crescendo a cada safra, na busca por qualidade e produtividade.

Deixe uma resposta