(54) 3632 5485 contato@destaquerural.com.br

Programa Estadual da Erva-mate proporciona intercâmbio técnico entre polos ervateiros

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Uma comitiva de produtores de erva-mate, integrantes da Associação dos Produtores de Erva-mate dos Vales (Aspemva), técnicos e lideranças dos municípios de Venâncio Aires e Mato Leitão, pertencentes ao Polo Ervateiro do Vale do Taquari, participou de um intercâmbio técnico realizado na última sexta-feira (04/05), no município de Machadinho, pertencente ao Polo Ervateiro do Nordeste Gaúcho. A finalidade foi conhecer o processo tecnológico adotado na condução e manejo dos ervais e compreender a estruturação da cadeia produtiva ervateira do município, conduzida pela Associação dos Produtores de Erva-mate de Machadinho (Apromate) e seus parceiros.

O intercâmbio foi proporcionado através de uma ação do Programa Gaúcho para a Qualidade e a Valorização da Erva-mate, no sentido de integrar os polos ervateiros e os segmentos envolvidos na produção da erva-mate no Estado. O Programa objetiva fortalecer a cadeia produtiva, através de uma melhor estruturação, qualidade e valorização dos produtos da erva-mate, proporcionando a viabilidade da atividade e a superação na expectativa das pessoas envolvidas no processo de produção ou de consumo dos produtos mate.

De acordo com o assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar de Passo Fundo e coordenador técnico do Programa, Ilvandro Barreto de Melo, durante a visita foram observadas as unidades demonstrativas sobre manejo de solo para erva-mate, plantas para a cobertura de solo, arborização em ervais, gestão e tecnologias para altos rendimentos em erva-mate. Foi possível verificar também a metodologia de gestão usada pela Apromate e os vários projetos em andamento coordenados pela Associação.

Para o presidente da Aspemva, Cleomar Konzen, a experiência em Machadinho será utilizada pelas pessoas que ali estiveram participando, nesse momento de aprendizado e trocas de informações. Konzen também agradeceu pela oportunidade e receptividade da Apromate.

O técnico da Emater/RS-Ascar de Venâncio Aires, Alex Gregory, destacou que foi uma oportunidade para ampliação do conhecimento dos integrantes da comitiva, ficando claro que a atividade, quando bem trabalhada e com inter-relação positiva entre os atores envolvidos, pode ser altamente rentável e proporcionar qualidade de vida aos produtores rurais.

Conforme Melo, o intercâmbio técnico foi altamente produtivo, capaz de criar na prática a integração entre os polos ervateiros e a troca de experiências para o desenvolvimento conjunto da atividade ervateira no Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta