A Expodireto Cotrijal não economiza quando o assunto é informação, troca de ideias, interação, conforto, lazer, cultura e conhecimento. Desta filosofia que também nasceu a ideia da parceria com a organização não governamental Escola do Chimarrão, que iniciou suas atividades em 2004 no município de Venâncio Aires/RS. O resultado é que os visitantes podem contar com três pontos da ONG, que oferece as mais diferentes informações sobre a arte do chimarrão, como fazer a bebida muito consumida pelos gaúchos, da forma mais simples a mais sofisticada.

“Há 12 anos nos envolvemos na Expodireto. Em uma oportunidade que realizamos uma mateada para um evento na área internacional, fomos convidados para estarmos na feira, e oferecer o nosso conhecimento aos visitantes. Desde então, não ficamos ausentes uma edição, o que muito nos orgulha”, comemora o diretor-executivo do Instituto Escola do Chimarrão, Pedro José Schwengber.

Passada uma década, Pedro e suas equipes repassam o seu conhecimento em chimarrão na Casa da Direção, na Casa do Sistema Ocergs-Sescoop/RS e na área de máquinas, onde está instalado o Chimarródromo – um estande (galpão montado a caráter). A estrutura compreende ainda dois motor-home, com os mais diferentes tipos da bebida, em cuias igualmente de diferentes formatos e tamanhos, com móveis cuidadosamente arrumados a fim de oferecer conforto e descanso aos frequentadores do local, bem como com farto material impresso com informações.

“Estarmos aqui dentro é um orgulho para a Escola do Chimarrão, que é uma ONG que não vende nada, trabalha somente com cultura e educação. E estar presente em três espaços, é muito melhor. São espaços bem visitados, e nós podermos apresentar o nosso trabalho, podermos oferecer este conforto aos vistantes é prazeroso e motivo de orgulho”, destaca Pedro Schwengber.

36 modelos de chimarrão

Respeitando o slogan da Escola – “Tão bom quanto tomar, é saber fazer” -, a ONG está colocando na Expodireto Cotrijal 36 modelos de chimarrão, porque há o entendimento das equipes de que muitas pessoas ainda deixam de tomar o chimarrão por não saberem prepará-lo. Dentre as informações, os vistantes aprendem a fazer um chimarrão em 11 segundos, de forma simples, e com paciência, até outros modelos mais sofisticados e elaborados.

A Escola do Chimarrão já percorreu 325 cidades do Estado Rio Grande do Sul, sete Estados brasileiros e cinco países da Europa. O Paraná é o maior produtor de erva-mate do país. Santa Catarina é o segundo maior produtor e o Rio Grande do Sul, o terceiro maior produtor do Brasil. E a Argentina é a maior produtora mundial. O maior consumo per capita mundial da erva-mate se registra no Uruguai. Já em termos de consumo o Rio Grande do Sul está em primeiro lugar, seguido por Santa Catarina e Paraná, respectivamente.