“Vaca de leite é dinheiro no bolso”

Com uma atividade adequada, produtor pode ter rendimento de até 7kg a mais de leite

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Ana Cláudia Capellari – Destaque Rural

De acordo com estudos do Cepea/Esalq, a produção de leite no Brasil, de forma anual, cresce durante o período que compreende os meses de maio e outubro e diminui entre os meses de novembro e abril.  Sob essa ótica, os impactos são mais abrangentes do que apenas a variação do preço do leite, tema que incomoda os produtores e é alvo de cobranças por parte do setor produtivo ao governo federal.

Para o zootecnista e técnico em bovinos de leite, Renato Palma Nogueira, para aumentar a produtividade das vacas, o produtor pode adotar na propriedade o sistema de confinamento.  “Quando se confina vacas, é desejado que a natureza pare de mandar no ‘nosso’ negócio. Queremos que a variação entre o menor e o maior período seja menor que três litros de leite por vaca por período de média”, explicou.  De forma hipotética, se o produtor de leite terminar o mês de setembro com 35kg/vaca/dia de leite, ele deve acabar o mês de abril, considerado ‘o fundo do poço’, com não menos que 32kg/vaca/dia de leite.

No entanto, diversos produtores se questionam se devem ou não confinar as vacas.  Durante participação no 14ª Fórum Estadual do Leite, na Expodireto 2018, o técnico em bovinos de leite alertou para alguns cuidados a serem seguidos por quem deseja implantar esse sistema na propriedade. “Para tomar essa decisão, o produtor de leite tem que se perguntar e entender: quanto custa o confinamento? Em quanto tempo isso vai dar retorno?”. Nos últimos três anos, o produtor que confinou as vacas tem tido uma resposta de até 7kg a mais de leite. “A prática tem ganhado espaço no Brasil e fora, se tem um aumento de custo, mas ainda assim é viável de se fazer”, ressaltou.

 

É preciso acreditar nas vacas

O zootecnista acredita que para o produtor obter uma rentabilidade maior com o leite, é necessário melhorar os processos para diminuir os custos, pois se a produtividade é baixa, a culpa é do sistema adotado. “Quando me pedem se minha paixão é gado de confinamento, eu digo que minha paixão é resultado. Vaca de leite é dinheiro no bolso.  A vaca tem que ser a rainha da propriedade”.

 

Onde o produtor não pode errar

“Primeira coisa que o produtor tem que pensar é em não errar nos pontos básicos do Compost Barn, alguém experiente tem que assinar o projeto. Existem erros no projeto que são impossíveis de serem consertados, o sentido norte-sul é um exemplo, o sol bate de baixo para cima”, afirma. O pecuarista de leite deve tomar cuidado com o projeto, pois quando se aloja as vacas, é tirado delas todas as opções de tomar decisões. De acordo com o técnico, as vacas podem ficar confinadas de três a cinco horas durante as 24h do dia.  A ventilação e o piso do local também devem ser fatores a serem levados em conta na criação do projeto de confinamento.

Deixe uma resposta