Produtores rurais de MS buscam solução para invasões com Ministro da Justiça

Na busca por uma saída legal sobre as invasões indígenas às propriedades privadas em Mato Grosso do Sul, representantes do Movimento Nacional dos Produtores (MNP), do Sindicato Rural de Aquidauna, da Famasul, da Funai, produtores rurais e o deputado federal Carlos Marun (PMDB) , reuniram-se, nesta quinta-feira (30), com o Ministro da Justiça, Torquato Jardim, que se comprometeu a estudar o caso e agilizar uma solução junto ao Tribunal Reginal Federal, para que se tenha uma decisão jurídica.

Já são mais de 123 propriedades rurais invadidas por indígenas em MS e os casos ganham repercussões maiores quando ocorrem situações de risco, como a prisão de dois policiais federais pelos indígenas, ocorrido nesta semana, no Pantanal, região do Nabileque.

“Esse tipo de situação coloca em risco de todos os envolvidos. Não dá para se admitir a continuidade desse cenário que pode acarretar uma grande tragédia”, considera o presidente do MNP, Rafael Gratão. “Os produtores rurais ficam impedidos de produzir e os indígenas continuam sem a assistência merecida, todo mundo sai perdendo, mas com a pior situação é a insegurança jurídica que se instalou no Estado”, completa.

Na última semana na região do Nabileque, três propriedades foram invadidas e as vizinhas seguem sob ameaça.

Além do deputado Marun e do presidente do MNP, estiveram na reunião com o ministro da justiça os produtores rurais Higor Vilela Pereira e Marcelo Frainer; o representante da Famasul, Marcelo Bertoni; o presidente do Sindicato Rural de Aquidauana, Frederico Stella; e o diretor do MNP, Rafael Ruzzon.

Deixe uma resposta