Exportações de carne bovina têm melhor resultado do ano, com alta de 13,4% em agosto

Foto: Reprodução/Internet

Resultado obtido no mês foi o melhor desde outubro de 2013, em volume

As exportações brasileiras de carne bovina registraram o melhor resultado do ano, com aumento do volume embarcado em 13,4% em agosto, na comparação com julho, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC). No período, foram exportadas 145.822 toneladas do produto, o que gerou um faturamento de mais de US$ 607 milhões, valor 12,8% maior do que o faturado no mês anterior.

Comparando com agosto de 2016, o último mês apresentou crescimento de 34% tanto em volume quanto em faturamento nas exportações totais de carne bovina. Além disso, o resultado registrado representa o melhor desempenho desde outubro de 2013, em volume, e dezembro de 2014, em faturamento.

 

Principais destinos

Hong Kong continua sendo o principal importador da carne bovina brasileira, responsável pela compra de 34.540 toneladas (7,4% a mais do que foi comercializado em julho), seguido por Egito, que importou 23.070 toneladas (aumento de 27,8%), e China, com 18.565 toneladas (alta de 15,1%).

 

Posição País/região Faturamento US$ (agosto/2017) Volume em toneladas (agosto/2017)
TOTAL *** 607.536.682 145.822
1 Hong Kong 132.308.558 34.540
2 Egito 82.367.158 23.070
3 China 82.797.939 18.565
4 Rússia 48.127.131 15.281
5 Irã 55.973.481 12.725

 

Desempenho por categoria

Em agosto, a carne in natura se manteve como categoria mais exportada, seguida por miúdos e industrializadas. Sua comercialização para outros países gerou um faturamento de mais de US$ 520 milhões, com embarque maior que 123 mil toneladas, o que representa um aumento de 16% em volume e 15% em receita.

Posição Categoria Faturamento US$

(agosto/2017)

Volume – ton. (agosto/2017)
1 In natura 520.886.212 123.109
2 Miúdos 33.909.801 13.223
3 Industrializada 39.361.219 5.940
4 Tripas 10.951.684 3.077
5 Salgadas 2.427.766 474

 

Comparando o resultado de agosto de 2017 com o mesmo período de 2016, a exportação de carne bovina in natura cresceu 48,6% em faturamento e 49,6% em volume exportado.

CATEGORIA FOB – (US$) ago 2016 FOB – (US$) ago 2017 Var. US$ Tons –
ago 2016
Tons –
ago 2017
Var. Tons
TOTAL 451.399.607 607.536.682 34,59% 108.632 145.822 34,23%
IN NATURA 350.518.606 520.886.212 48,60% 82.400 123.109 49,40%

 

Desempenho por estado

São Paulo é historicamente o estado que mais exporta carne bovina no Brasil, mas desde julho, Mato Grosso se destaca como o exportador de maiores volumes.

Em agosto, 20% da carne exportada pelo país teve o Mato Grosso como origem. As 29.600 toneladas embarcadas no mês representam um aumento de 50,4% sobre o resultado de agosto de 2016 e 11,4% sobre o desempenho de julho de 2017.

Destacam-se como compradores da carne do Mato Grosso Hong Kong, Irã, Egito e União Europeia, que juntos representaram 77% das exportações do Estado.

 

UF FOB – (US$) jul 2017 FOB – (US$)
ago 2017
Var. US$ Tons –
jul 2017
Tons –
ago 2017
Var. Tons
TOTAL 538.644.839 607.536.682 12,79% 128.633 145.822 13,36%
MATO GROSSO 112.031.308 125.880.828 12,36% 26.575 29.600 11,39%
SAO PAULO 121.899.597 132.467.399 8,67% 25.891 28.570 10,35%
GOIÁS 70.921.796 85.217.948 20,16% 16.671 19.950 19,67%
RONDÔNIA 56.634.684 58.677.892 3,61% 15.043 15.868 5,48%
MINAS GERAIS 57.101.225 62.152.218 8,85% 13.893 15.136 8,95%
MATO GROSSO DO SUL 43.976.047 54.907.742 24,86% 10.894 13.427 23,25%
PARÁ 33.799.232 41.729.352 23,46% 9.273 11.738 26,59%
RIO GRANDE DO SUL 15.170.910 16.361.202 7,85% 3.987 4.135 3,71%
PARANÁ 8.524.216 10.664.700 25,11% 2.223 2.790 25,51%
TOCANTINS 8.082.057 10.239.462 26,69% 2.194 2.768 26,15%

 

China e abertura de mercados

A ABIEC continua focando seus esforços na abertura de novos mercados e ampliação da presença em parceiros estratégicos. E a China tem sido prioridade.

O projeto setorial Brazilian Beef, uma parceria entre a ABIEC e a Apex-Brasil, foi responsável por levar, mais uma vez, a degustação da carne bovina brasileira ao mercado chinês. O evento “Be Brasil Experience”, que reuniu os mais de 200 participantes do seminário “Oportunidades de Investimento no Brasil” (organizado pela Apex-Brasil e China Development Bank) realizado em Beijing, no último 2 de setembro, contou com a presença de autoridades de ambos os países, incluindo presidente do Brasil, Michel Temer, e o vice primeiro ministro da China, Wang Yang.

O evento fez parte de uma agenda intensa entre os países neste começo de mês e teve como resultado o anúncio de que mais frigoríficos brasileiros serão autorizados a exportar carne para a China, realizado após reunião entre os presidentes do Brasil e da China. Com a medida, é possível que o Brasil dobre o volume de carne bovina vendida para o país asiático. Além disso, entre 19 e 21 de setembro, a ABIEC participará da feira FMA China, com o objetivo de estreitar ainda mais as relações comerciais com os chineses.

Outra iniciativa da entidade para ampliar a presença brasileira nos mercados para os quais o país mantém relações bilaterais será a oferta de uma degustação de carne bovina no evento Brazilian National Day, que será realizado no Irã, em 12 de setembro. Organizada pela embaixada do Brasil naquele país, a ação reunirá autoridades iranianas e brasileiras, também com o objetivo de estreitar relacionamentos e propiciar novos negócios.

Deixe uma resposta