(54) 3632 5485 contato@destaquerural.com.br

Polo Ervateiro do Vale do Taquari valida Programa Gaúcho da Erva-Mate

colheita erva mate ijuí fábrica
Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

A Capital Nacional do Chimarrão, Venâncio Aires, representada por grupo de 40 lideranças, viveiristas, produtores, tarefeiros, técnicos, industriais e consumidores do polo ervateiro do Vale do Taquari, sediou reunião de trabalho na última quarta-feira (30/08), quando foi validado o “Programa gaúcho para valorização e qualificação da erva-mate”. Quatro dos cinco polos ervateiros do Estado já concluíram a primeira das três fases previstas para o Programa, que foi lançado no mês de março na Expoagro Afubra, em Rio Pardo.

Além da validação dos eixos de trabalho do Programa, que tratam das Boas Práticas Agrícolas e Boas Práticas de Fabricação de erva-mate e derivados, Certificação e Resgate, através da multiplicação e conservação genética de remanescentes dos ervais nativos, o Polo elegeu as prioridades a serem trabalhadas pela cadeia produtiva ervateira regional, destacando os pontos fortes e apontando o que seriam as dificuldades e fraquezas. As prioridades dessa seleção serão contempladas em ações futuras do Programa, para buscar a viabilidade de toda a cadeia produtiva ervateira no Vale do Taquari.

Com essa ação, o Programa caminha do sentido de conclusão da fase I, faltando para tal apenas a validação no Polo Ervateiro do Alto Uruguai, programada para setembro. Os Polos que já concluíram essa primeira fase ingressam automaticamente na fase 2, que definirá as estratégias de planejamento para cada Polo, atendendo o resultado obtido na execução do diagnóstico inicial, que foi a tônica da primeira fase, acrescido das prioridades locais.

Para o presidente da Associação dos Produtores de Erva-Mate do Vale, Aspemva, Cleomar Konzen, o programa tem um importante papel para a continuidade do setor ervateiro na região, pois busca a viabilização de toda a cadeia produtiva. “Está claro que queremos continuar trabalhando com a erva-mate, cultura tradicional e inserida na comunidade, mas para isso precisamos ter viabilidade econômica”.

O secretário municipal de Agricultura de Venâncio Aires, André Kaufmann, reafirmou a importância do Programa e destacou a necessidade do acompanhamento técnico para melhorar o fluxo de informações até o produtor rural. Destacou a importância da Emater/RS-Ascar nessa função e de todas as entidades envolvidas, como o caso da própria municipalidade, através do poder administrativo com suas secretarias.

Dessa forma, conforme o coordenador Estadual do Programa Gaúcho para a Valorização e Qualidade da Erva-Mate na Emater/RS-Ascar, Antonio Carlos Leite de Borba, do Núcleo de Desenvolvimento Agropecuário da Gerência Técnica, com a realização desta atividade “temos as condições de avaliar os principais gargalos e oportunidades elencadas pelos atores da cadeia produtiva no Polo do Vale do Taquari e, com base nessas informações, planejar as ações prioritárias a serem desenvolvidas neste Polo ervateiro”.

O próximo passo é preparar os planos operativos para cada Polo Ervateiro e implementar as ações de capacitação de técnicos e agricultores e implantar Unidades de Referência Tecnológica e Social (URTS), conforme as prioridades definidas em cada região do Estado.

Deixe uma resposta