Exportações brasileiras de milho atingem 3,3 mi de t em agosto

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

As exportações de milho do Brasil apresentaram receita de US$ 513,6 milhões em agosto (14 dias úteis), com média diária de US$ 36,7 milhões. A quantidade total de milho exportada pelo país ficou em 3,302 milhões de toneladas, com média de 235,9 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 155,50.

Na comparação com a média diária de julho, houve uma elevação de 115,8% no valor médio exportado, uma alta de 113,2% na quantidade média diária e ganho de 1,2% no preço médio.

     Na comparação com agosto de 2016, houve ganho de 95,4% no valor médio diário exportado, elevação de 111,5% na quantidade média diária e desvalorização de 7,6% no preço médio. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços e foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

Colheita

     A colheita de milho segunda safra chegou a 86,8% no Centro-Sul do Brasil até o dia 18 de agosto, conforme levantamento de SAFRAS & Mercado. Os trabalhos seguem atrasados na comparação com o ano anterior, quando o total colhido já era de 95,7%. Os produtores cultivaram 11,491 milhões de hectares em 2017, contra 11,319 milhões do ano anterior.

     Na Argentina, a colheita de milho para a safra 2016/17 atinge 89,4% da área. Segundo relatório semanal da Bolsa de Cereais de Buenos Aires, a superfície totaliza 5,1 milhões de hectares, acima dos 3,6 milhões de hectares para a temporada anterior.

A área apta para colheita é de 4,876 milhões de toneladas. Em números absolutos, foram colhidas 35,298 milhões de toneladas em 4,361 milhões de hectares. Os trabalhos avançaram 4 pontos percentuais desde a semana passada.

Deixe uma resposta