Preços do açúcar revertem perdas e têm alta na bolsa de Nova York e Londres

Foto: Reprodução
Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Os preços do açúcar se recuperaram no mercado externo na quinta-feira (17), momentos antes do fechamento do pregão, revertendo as perdas acumuladas na bolsa de Nova York. O vencimento outubro/17 teve aumento de 35 pontos, fechando negócios em 13.29 centavos de dólar por libra-peso. Na tela março/18, a alta foi de 31 pontos, firmando os contratos em 14.10 centavos de dólar por libra-peso. As demais cotações subiram entre 18 e 27 pontos.

A análise do jornal Valor Econômico, informou que a valorização dos preços se deve ao movimento técnico dos fundos. “Apesar dos fundamentos de queda no curto prazo, o mercado segue atento às condições climáticas no Brasil e à demanda consistente da Índia. Segundo a Capital Economics, o país estuda cortar novamente o imposto cobrado sobre a importação de açúcar para atender à demanda interna”, explicou a nota.

Em Londres, a sessão também terminou o dia com alta em todos os lotes. Na tela outubro/17, os preços do açúcar subiram 8,60 dólares e foram comercializados a US$ 369,60 a tonelada. No vencimento dezembro/17, a commodity teve valorização de 7,30 dólares, com negócios firmados em US$ 373,80 a tonelada. Os demais contratos fecharam com alta entre 4,50 e 6,00 dólares.

Mercado interno

O açúcar somou a quarta queda consecutiva no mercado interno paulista, na quinta-feira (17). Segundo o indicador do Cepea/Esalq, da USP, os preços fecharam em R$ 53,40 a saca de 50 quilos do tipo cristal, baixa de 0,76% no comparativo com a véspera.

Etanol

O etanol hidratado também caiu ontem nas usinas paulistas, de acordo com o marcador da Esalq/BVMF. O biocombustível fechou cotado a R$ 1.484,50 o metro cúbico, retração de 0,24% quando comparado ao preço praticado no dia anterior.

Deixe uma resposta