Primeiro semestre de 2017 registra queda de 0,4% na entrega de fertilizantes

Foto: Divulgação
Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

As entregas de fertilizantes ao mercado encerraram o mês de junho/2017 com 2.883 mil toneladas, registrando redução de 3,5% em relação ao mesmo período de 2016, de acordo com a ANDA (Associação Nacional para Difusão de Adubos).  Também no semestre analisado, as entregas registraram queda de 0,4%, alcançando 13.132 mil toneladas, enquanto o total de nutrientes (NPK) apresentou diminuição da ordem de 2,2%, pela redução da fórmula média.

Em nutrientes, as entregas de fertilizantes nitrogenados (N) apresentaram queda de 0,9% no primeiro semestre/2017 atingindo 1.796 mil toneladas, reflexo da antecipação das entregas milho segunda safra ocorrido no final de 2016 e atraso nas retiradas dos fertilizantes para cana de açúcar. Os fertilizantes fosfatados (P2O5) apresentaram ligeira alta de 0,5% nos seis meses em questão, alcançando 1.819 mil toneladas, intensificado pelas entregas para safra de verão 2017/2018, nos últimos dois meses. Nos fertilizantes potássicos (K2O), foi registrado redução de 5,6% no semestre analisado, atingindo 2.012 mil toneladas, como resultado da postergação das retiradas pelos agricultores e piora na relação de trocas para algumas culturas.

VER MAIS: Entrega de fertilizantes cresce 23,6% em janeiro

VER MAIS: Fevereiro registra queda na entrega de fertilizantes

O estado do Mato Grosso concentrou o maior volume de entregas no período, alcançando 2.996 mil toneladas (22,8%), seguido do estado de São Paulo com 1.716 mil toneladas (13,1%), Paraná com 1.708 mil toneladas (13,0%), Goiás com 1.368 mil toneladas (10,4%) e Minas Gerais com 1.300 mil toneladas (9,9%). A produção nacional de fertilizantes intermediários no acumulado do primeiro semestre/2017 alcançou 4.022 mil toneladas, contra 4.275 mil toneladas do mesmo período de 2016, representando redução de 5,9%. Foram registradas reduções na redução dos fertilizantes nitrogenados de 22,9% e nos fosfatados de 2,0%, enquanto os potássicos apresentaram alta de 1,1%.

Foto: Divulgação

As importações de fertilizantes intermediários (dados preliminares) alcançaram 12.085 mil toneladas no período janeiro-junho/2017, indicando aumento de 21,6% em relação ao mesmo período de 2016. Foram registradas importantes altas nos fertilizantes  nitrogenados de 24,0 %, nos fosfatados de 38,6% e nos potássicos de 11,5%.

Pelo porto de Paranaguá, a principal porta de entrada dos fertilizantes, foram importadas 4.351 mil de toneladas, ou seja, 16,8 % maior que igual período de 2016 e que representou 36,0% do total importado por todos os portos.

Deixe uma resposta