Campeã de produtividade de soja: região de Passo Fundo lidera ranking estadual

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Alto nível tecnológico das lavouras e condições climáticas favoráveis levaram a região a atingir uma média de 3.776 kg/ha de soja

 

Redação Destaque Rural

A região de Passo Fundo obteve, na última safra, uma produtividade histórica de soja e ficou na liderança entre as regiões do Rio Grande do Sul. Segundo o engenheiro agrônomo da Emater/RS, Cláudio Dóro, a média de 3.776 kg/ha de soja foi alcançada graças ao alto nível tecnológico em que foram conduzidas as lavouras, desde a escolha da semente até o estado de pré-maturação das plantas. “Foi utilizada semente de alto potencial genético, fertilizante adequado com a necessidade das plantas. O manejo de ervas infestantes, das pragas e doenças foi realizado de maneira adequada e oportuna e culminou com automotrizes previamente reguladas para evitar desperdícios”, explica.

Outro fator que foi fundamental para alcançar este resultado foram as condições climáticas altamente favoráveis. Desde a implantação das lavouras até a maturação, tiveram chuvas bem distribuídas, temperaturas e insolação adequadas com o estádio tecnológico da cultura. A região contribuiu com 11,86% da produção gaúcha, abastecendo o mercado interno e disponibilizando produto para a exportação.

Já a região de Pelotas registrou a menor média, de 2592kg/ha. Para Dóro, as condições de solo da região, caracterizado por solo raso e textura arenosa, com menor teor de matéria orgânica e fertilidade natural, levaram a esses resultados. Segundo ele, a região Norte do Estado, compreendendo as regiões do Planalto, Alto Uruguai e Missões, são as melhores e mais adaptadas às exigências edafoclimáticas para a soja, com relevo favorável a mecanização, solos profundos e de boa fertilidade natural e regime de chuvas que atende a necessidade hídrica da cultura, além de possuir infraestrutura de logística e de armazenagem dimensionada para o tamanho das safras.

 

 

1 comentário

Deixe uma resposta