Plano Safra gaúcho 2017/2018: Estado libera R$ 3,2 bilhões para produtores

Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini
Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

 

Em ato na manhã desta quarta-feira (28) no Palácio Piratini, o governador José Ivo Sartori (PMDB) anunciou a liberação de recursos para o Plano Safra gaúcho 2017/2018.  Neste plano de apoio aos produtores, o estado bate um novo recorde e oferece R$ 3,2 bilhões do sistema financeiro – Banrisul, Badesul e BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul).  Dos R$ 3,2 bilhões,  o maior volume será distribuído pelo Banrisul: R$ 2,2 bilhões. O BRDE vai ofertar R$ 600 milhões e o restante, R$ 400 milhões, serão ofertados pelo Badesul.

Os recursos são linhas de crédito de custeio, comercialização e investimento. Neste ano são abertas linhas de crédito para o desenvolvimento da olivicultura e da pecanicultura (noz pecã). O montante supera os R$ 3 bilhões liberados em 2016 e os R$ 2,8 milhões de 2015.  O valor, no entanto, é menor do que o disponibilizado pelo Plano Safra do governo federal (R$ 190 bi) e pode atender demandas menores, microrregionais.

A principal finalidade do Plano Safra é, segundo o governo, fomentar o crédito rural para: incremento da produtividade; segurança na produção (irrigação); segurança alimentar (armazenagem); agricultura familiar; agroecologia; aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas; inovação tecnológica; recuperação de solos (sustentabilidade ambienta); oliveira e noz pecã; cooperativa e agroindústria; aquisição de animais; redução da emissão de gases de efeito estufa; e comercialização e industrialização.

VER MAIS: Plano Safra: longe do ideal

VER MAIS: Plano Safra da Agricultura Familiar é lançado

VER MAIS: Governo Federal anuncia R$ 190,25 bilhões para Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018

Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini

Deixe uma resposta