Cotação do trigo atinge maior patamar no ano

Foto Eduardo Seidl/Palácio Piratini
Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Apesar da boa colheita em 2016, dos pequenos volumes exportados e das importações elevadas, as cotações de trigo subiram ainda mais nos últimos dias nos estados do Paraná e Rio Grande do Sul e atingiram os maiores patamares nominais do ano. Isso porque os preços internacionais e a taxa de câmbio seguem oscilando, cenário que tem retraído vendedores, segundo colaboradores do Cepea.

Além disso, mesmo com a maior demanda, o frete mais caro para entrega do trigo tem feito compradores focarem no transporte de milho segunda safra.

VER MAIS: Plantio de trigo no Rio Grande do Sul alcança 385 mil hectares

VER MAIS: Trigo: safra brasileira deve cair 17%

VER MAIS: Brasil deve importar mais trigo, diz USDA

No mercado de balcão, as cotações fecharam em R$ 32,58/saca de 60 kg no sudoeste do PR no dia 23. No mercado de lotes os valores também chegaram às máximas do ano, com a média da tonelada a R$ 595,14 em Ijuí.

Deixe uma resposta