Plantio de trigo no Rio Grande do Sul alcança 385 mil hectares

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Com a melhora das condições climáticas dos últimos 10 dias, o plantio da safra de trigo teve avanço no RS: pulou de 12% para 53%,  que representa que  385 mil hectares plantados. Entretanto, em comparação com anos anteriores, o plantio está atrasado, quando o percentual de área semeada já atingia 74%.  As informações são do Informativo Conjuntural da Emater-RS/Ascar desta quinta, 22.

Na região de Ijuí, que tem a maior área cultivada com o cereal – 213,5 mil hectares – , embora a umidade do solo estivesse acima da ideal para a semeadura, os produtores aproveitaram o período sem chuvas para realizar esta operação. Nessa região, os produtores ainda estão preocupados com a aproximação do final do período preferencial destinado ao plantio.

Já em Passo Fundo,  os produtores ainda realizam a atividade de dessecação do solo. A  região atingiu aproximadamente 35%, que corresponde a 17 mil hectares, da área de 47,8 mil hectares destinados à cultura.

Foto: Emater/RS-Ascar

VER MAIS:  Geada não é prejudicial para o trigo nesta fase

VER MAIS: Trigo: safra brasileira deve cair 17%

VER MAIS: O agro é pop: o setor que mais cresce na economia brasileira

 

CEVADA 

A semeadura foi reiniciada em ritmo acelerado para compensar o atraso em decorrência das chuvas de maio e junho. Neste mesmo período em anos anteriores, o percentual já plantado chegava a  cerca de 85% no RS. O preço de referência no Planalto Médio é de R$ 31,50 a saca de cevada.

CANOLA

Cultivo reiniciado em todas as regiões, porém freado pelas constantes instabilidades e alta umidade do solo. Há necessidade de replantio de lavouras, especialmente na região do Noroeste Colonial, com destaque para Catuípe, onde as lavouras foram mais prejudicadas.

Deixe uma resposta