Brasil gera 34 mil novos empregos formais em maio; Agropecuária é destaque positivo

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

A região que mais gerou empregos em maio foi o Sudeste, com a criação de 38,6 mil postos de trabalho formal. Os estados que se destacaram foram Minas Gerais e São Paulo

No mês de maio, o Brasil registrou 34,2 mil novos empregos no mercado formal de trabalho. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados ontem (20), pelo Ministério do Trabalho. Este é o segundo mês consecutivo em que há saldo positivo na criação de postos de trabalho. O número representa um aumento de 0,09% em relação a abril deste ano. No acumulado do ano, houve um acréscimo de 48,5 mil postos de trabalho e uma expansão de 0,13% em relação ao número de vagas formais de trabalho ocupadas em dezembro de 2016.

VER MAIS: Soja em grão impulsiona crescimento em valor, volume e preço das exportações gaúchas em abril

VER MAIS: Valor da produção agropecuária de 2017 é o maior dos últimos 27 anos

VER MAIS: O agro é pop: o setor que mais cresce na economia brasileira

Destaques

Dos oito principais setores da economia brasileira, quatro tiveram desempenho positivo. O destaque positivo fica com o setor agropecuário,  que gerou 46 mil novos postos de trabalho. O setor teve um crescimento de 2,95% na comparação com o mês de abril. As culturas responsáveis pelo resultado foram o café, especialmente em Minas Gerais; a laranja, em São Paulo; e a cana-de-açúcar, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Outros setores com desempenho favorável foram os Serviços, que tiveram acréscimo de 1,9 mil postos (0,01%); Indústria de Transformação, (1,4 mil vagas, crescimento de 0,02%); e Administração Pública, (955 novas vagas, aumento de 0,11%).

Deixe uma resposta