PIB do Rio Grande do Sul para de cair depois de quase três anos

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (13), pela Fundação de Economia e Estatística (FEE)

No primeiro trimestre de 2017, a taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) foi nula em comparação com o mesmo período de 2016 e o Valor Adicionado Bruto variou positivamente em 0,2%. O resultado interrompe uma série de 11 trimestres consecutivos de queda e foi melhor que o obtido no Brasil, que apresentou uma variação negativa de 0,4%, completando 12 trimestres de quedas consecutivas.  Quando comparada com o trimestre imediatamente anterior, o crescimento da economia gaúcha no primeiro trimestre de 2017 foi de 0,6%, e o do Brasil, 1,0 %. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (13), pela Fundação de Economia e Estatística (FEE).

Os destaques do trimestre foram o crescimento da agropecuária (3,5%), da indústria de transformação (0,7%) e dos transportes (3,4%). As atividades que mais contribuíram com o crescimento foram a lavoura de arroz, graças a recuperação de perdas decorrentes de problemas climáticos em 2016, e a fabricação de veículos, direcionada para a exportação. Os impostos sobre produtos diminuíram 1,7%, influenciados pela queda do refino de petróleo, distribuição de energia e serviços de informação.

 

TRIMESTRE ANTERIOR

Com relação ao trimestre imediatamente anterior, as grandes três atividades apresentaram taxas positivas nesse tipo de comparação, agropecuária com crescimento de 4,7%, indústria 1,0% e serviços 0,7%. Delas, apenas a agropecuária apresentou crescimento em relação ao trimestre anterior inferior ao nacional (4,7% e 13,4%), respectivamente, o que decorre da colheita de lavouras de maior rendimento se concentrar no primeiro trimestre no restante do País.

Deixe uma resposta