Preços da soja acompanham Chicago e mercado ganha ritmo

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Porto Alegre, 5 de maio de 2017 – Os preços da soja subiram na semana nas principais praças do país, acompanhando a valorização dos contratos futuros na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT). A firmeza do dólar completou o quadro positivo para as cotações internas.

     A movimentação vem ganhando ritmo. Mesmo com preços ainda pouco atrativos, os produtores estão aproveitando qualquer repique de Chicago e do dólar para negociar e cumprir com compromissos mais urgentes.

     Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 63,00 para R$ 64,00 entre os dias 27 de abril e 4 de maio. No mesmo período, a cotação passou de R$ 63,20 para R$ 64,00 em Cascavel (PR).

     Em Rondonópolis (MT), o preço avançou de R$ 58,00 para R$ 58,50. Em Dourados (MS), a cotação subiu de R$ 54,50 para R$ 55,00. Em Rio Verde (GO), a saca passou de R$ 60,00 para R$ 60,50.

     A firmeza doméstica foi determina pelo desempenho positivo do mercado futuro internacional. Os contratos com vencimento em maio subiram 1,78% no período, encerrando a quinta na casa de US$ 9,74 ¼ por bushel.

     A recuperação em Chicago teve caráter técnico e ganhou respaldo com o excesso de chuvas em algumas regiões produtoras dos Estados Unidos, o que poderia acarretar em atraso no plantio. Mas o clima já estabilizou e o cenário fundamental segue negativo aos preços.

     É importante destacar que nesse momento um possível atraso nos trabalhos por conta do excesso de chuvas poderia ser considerado mais um fator de pressão para a soja. A janela de plantio do milho se fecha antes e uma atraso poderia acarretar em uma transferência ainda maior de área para a oleaginosa.

     Para a próxima semana, destaque para o relatório de maio do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que será divulgado na quarta. Na quinta, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) atualiza a sua estimativa para a safra 2016/17.

 *Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Deixe uma resposta