Preço do milho cai com evolução da colheita

Foto: Divulgação
Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

O relatório de fevereiro do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), divulgado na quinta-feira, apresentou quase nenhuma alteração em relação ao mês anterior para os números do cereal produzido e comercializado pelo país.

Os estoques finais da temporada 2016/17 seguiram estimados em 2,320 bilhões de bushels, exatamente como o mercado esperava. O USDA previu que safra 2016/17 americana deve atingir 15,148 bilhões de bushels, mesmo volume previsto em fevereiro. A produtividade média foi mantida
em 174,6 bushels por acre. A área a ser colhida segue estimada em 86,7 milhões de acres.

As exportações foram mantidas em 2,225 bilhões de bushels, enquanto o uso de milho para a produção de etanol foi elevado de 5,350 bilhões de bushels para 5,400 bilhões de bushels.

O relatório mensal de oferta e demanda mundial de milho do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos indicou que os estoques finais da safra mundial 2016/17 somarão 220,68 milhões de toneladas, acima das 217,56 milhões de toneladas indicadas em fevereiro e também das 218,6 milhões de toneladas esperadas pelo mercado.

A produção global 2016/17 foi elevada de 1.040,21 milhão de toneladas para 1.049,24 milhão de toneladas.

A safra americana foi mantida em 384,78 milhões de toneladas. A estimativa de safra brasileira passou de 86,5 milhões de toneladas para 91,5 milhões de toneladas, enquanto o mercado trabalhava com uma perspectiva de 87,6 milhões de toneladas.

A China deverá produzir 219,55 milhões de toneladas, mesmo volume indicado em fevereiro. A produção da Argentina teve sua estimativa elevada de 36,5 milhões de toneladas para 37,5 milhões de toneladas, enquanto o mercado esperava 36,6 milhões de toneladas. A África do Sul teve a safra projetada em 14,6 milhões de toneladas, contra 13 milhões de toneladas no relatório do mês passado.

Fonte: Safras e Mercado

Texto: Lessandro Carvalho

Deixe uma resposta