PLA lança novos modelos no Show Rural 2017

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

A PLA, especializada na fabricação de pulverizadores autopropelidos, chega de cara nova na Show Rural Coopavel, a primeira feira de 2017 e uma das mais importantes do setor, considerada termômetro para medir os negócios ao longo do ano.
Além da nova identidade visual, inicialmente para os pulverizadores , de 2mil e 2mil e 500 litros – Hydra 200 e Orion 250, os modelos trazem também novas características tanque e motor, tornando as máquinas mais competitivas no mercado.

Diferenciais de Produtos 2017 – HYDRA 200 e ORION 250:
1. Nova Identidade:
Frente : frente moderna, alinhada a nova identidade da marca. Marca em relevo e na cor prata, com destaque no fundo cinza chumbo.
Cabine: acabamento interno renovado. Vidro verde, que melhora a visibilidade para a aplicações noturnas.
Eletrônica embarcada – Sistema Isoview: painel de comando com sistema de pulverização e todos os acionamentos da máquina unificados em uma tela.
2. Novo Tanque Rotomoldado – o polietileno (plástico), além da leveza, trás economia, facilidade de limpeza e higiene, evitando o acúmulo de resíduos nas paredes internas. O processo de fabricação também passa a ser mais limpo e sustentável.

3. Maior Tanque de água limpa Rotomoldado: a maior litragem (de 300 para 400 litros), possibilita uma melhor distribuição de peso da máquina, consequentemente melhora a capacidade de rampa em terrenos inclinados.

4. MOTORES: os motores foram atualizados, passando atender a legislação de emissões, MAR I. Além da redução nos índices de emissão, ambos tiveram um acréscimo de 16% em torque e seguem sendo do MWM.

A PLA tem a linha mais completa de pulverizadores autopropelidos do mercado nacional – sete modelos de máquinas: cinco hidrostáticas: Hydra 200, Orion 250, Taurus 300, Taurus 350 e Phoenix 400 e duas mecânicas: M250 e M300.

Novo posicionamento
Outro forte investimento da PLA em 2016 foi em um novo posicionamento de marca. Por meio de um estudo mais aprofundado junto ao perfil da empresa e de seus principais clientes, chegou a um novo conceito: PLA, a força da natureza crescendo a seu favor. O novo conceito estará presente em todos os materiais institucionais e de comunicação da marca em 2017.
“O produtor já conhece nosso produto. Precisava, porém, conhecer um pouco mais a nossa marca, por isso trabalhamos esse conceito mais humanizado, do produtor ligado à natureza”, explicou o gerente de Marketing da PLA, Rodrigo Oliva, justificando o suporte humano da marca.

Saiba mais da história/participação no mercado:
A PLA foi fundada em 1975 na Argentina, onde é líder no mercado de pulverizadores. Instalada no Brasil desde 2004, com a fábrica no município de Canoas (RS), foi adquirida pelo Fundo de Investimento Pampa Capital em 2010, quando iniciou o processo de revitalização e retomada de mercado. Em 2012, mudou a forma de gestão, com a contratação de executivos de empresas multinacionais. Desde então, com estratégia mais agressiva, vem crescendo a sua participação de mercado, mesmo frente ao cenário de retração. Em 2013, quando o número total de máquinas produzidas pela indústria brasileira era de cerca de 3,5 mil unidades, a fatia de participação de mercado da PLA era de 2%. Atualmente, o número total de máquinas produzidas pela indústria brasileira gira em torno de 1,9 mil unidades e a PLA detém 5% de participação deste mercado, prevendo que este índice passe para 6% em 2017.
Saiba mais Exportação:
Oportunidade que surgiu em 2015 em função do atual momento da economia brasileira e da alta do dólar, o mercado de exportação tem foco nos países do Leste Europeu, principalmente a Romênia, a Rússia e o Cazaquistão. Mas já foram exportadas máquinas para a Argentina, Bolívia, Romênia, Cazaquistão, Paraguai e Uruguai.
Saiba mais revendas:
A PLA fechou 2016 com 61 revendas em todo o Brasil, cinco a mais do que em 2015, o que representa um crescimento de quase 9%. O foco de crescimento de atuação da marca continua sendo os três estados da região Sul, principalmente junto aos produtores de grãos.

Texto:  Luciana Brambilla

Assessora de imprensa

Deixe uma resposta