Região Noroeste do Estado já colhe soja com excelentes resultados

Foto: Ana Cláudia Capellari
Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Em mais uma viagem pelo interior do estado do RS fomos conferir a produção de soja na região Noroeste 

Verônica Vargas Muccini – Especial Desafios da Soja 

Na última sexta-feira, dia 3 de fevereiro o Desafios da Soja esteve na região de Santo Augusto, distante aproximadamente 455km de Porto Alegre. Com cerca de 14 mil habitantes, a cidade é reconhecida pela atividade agrícola. De acordo com os dados divulgados pela Emater/RS-Ascar o volume projetado é cerca de 15,85 milhões de toneladas, e a se confirmar na região a safra será de ótimos resultados. Um grupo de produtores já está, inclusive, colhendo o grão com produtividades acima de 80 sacos por hectare.

O engenheiro agrônomo, e um dos sócios proprietários da Sinuelo Agrícola, Leonardo Losso explica que estas áreas que já estão sendo colhidas são lavouras de produtores irrigantes. “Temos aqui na região produtores altamente tencificados e competitivos. Estas áreas que estão colhendo, por exemplo, foram plantadas variedades super precoces de soja, com ciclo de aproximadamente 120 dias, e ainda foi feito o manejo de irrigação, com excelente sanidade. Outra característica destes produtores é que eles implementaram a cultura em setembro”, explica. Nestas áreas já colhidas os produtores entrarão com um safra de feijão, a região noroeste é reconhecida pela cultura.

Nas demais áreas de atuação da revenda, Leonardo conta que os produtores estão em fase de enchimento do grão e floração. “Estamos em um período delimitador da produtividade, e até o momento as chuvas nos ajudaram. Choveu nos últimos dias cerca de 30 a 40mm. E para o preenchimento do grão é necessário água, ou seja, não podemos reclamar do São Pedro”.

Ainda com relação à sanidade destas áreas Losso comenta que este ano a ferrugem não foi um problema, mas deve a isto também ao manejo antecipado dos produtores na região. “Sabemos que a ferrugem está sob controle pois foi feito um manejo com aplicação de fungicidas na janela correta, não deixando os focos darem problema. E outra questão também que não tivemos grandes problemas e focos foram as pragas, também devido à este manejo antecipado”. Porém salienta que é preciso continuar com o manejo até o final da safra. “Não podemos nos descuidar!”.

Com produtores altamente tecnificados o engenheiro agrônomo da Sinuelo Agrícola, explica que é preciso sempre estar atento e buscar atualizações, “Um dos diferenciais da Sinuelo é manter a equipe técnica sempre atualizada com as melhores soluções, proporcionando ao produtor agrícola minimizar as perdas e extrair o melhor rendimento da sua lavoura”, finaliza.

Foto: Ana Cláudia Capellari

 

Sobre as previsões de tempo

Previsões para a primeira quinzena indicam que a soja terá o que é necessário. Conforme Evandro Magalhães, meteorologista da Somar, o período será de chuva acima da média em praticamente todo o Rio Grande do Sul. No Norte, próximo à divisa com Santa Catarina, as precipitações deverão ficar na média, entre cem milímetros e 130 milímetros. Nas outras áreas, projeta-se pelo menos 60 milímetros acima da média.

Camila Ramos, meteorologista da Climatempo, explica que haverá um sistema de baixa pressão se formando entre o Brasil e a Argentina, o que trará “bastante chuva entre a primeira e a segunda semana de fevereiro ao Estado”. Para depois, no entanto, o prognóstico é outro.

Maximiliano Mariotti produtor da região brinca: “Não podemos nos alegrar antes da safra colhida e do dinheiro na conta. Mas tudo indica que este ano teremos números muito bons.”

 

Sobre o Desafios da Soja

A soja é a mais importante cultura produzida no Rio Grande do Sul, com participação significativa na economia estadual. A cultura pode crescer ainda mais, pois, hoje temos uma produção média de 49 sacas por hectare. Há  produtores que já superam o número de 80 sacas por hectare.  A incidência de doenças, pragas, plantas daninhas e o manejo inadequado do solo são fatores que contribuem para o baixo desempenho.

Nesse contexto, o Projeto Desafios da Soja busca auxiliar o produtor, percorrendo as principais regiões produtoras do estado, desenvolvendo conteúdo jornalístico sobre as boas práticas agrícolas desenvolvidas, apontando soluções às dificuldades enfrentadas pelos produtores.

O projeto tem o patrocínio da Dow e Bayer e é uma realização da Revista Destaque Rural.

Foto: Ana Cláudia Capellari

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta