Drone que pulveriza 400 hectares e voa sozinho

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

A empresa AeroDrone testou durante dois anos equipamentos não tripulados em campos da Ucrânia, aplicando defensivos biológicos e fertilizantes químicos. Depois de aperfeiçoar a precisão e o custo-benefício dos aparelhos, testando e redesenhando desde o software de voo até os equipamentos de pulverização (inclusive com a patente um atomizador rotativo especial), a expectativa agora é aperfeiçoar a logística dos equipamentos e atrair investidores para seu uso em larga escala.

Foto: Reprodução/Internet

Segundo reportagem pulicada hoje na revista norte-americana UAS Magazine (especializada em veículos não-tripulados), o aparelho da AeroDrone (foto) pode cobrir 400 hectares em um dia, a 20 hectares por voo. Agora, os empresários Yuriy Pederii e Mark Erjavec estão desenvolvendo um aparelho que voa de forma autônoma, embora permita que um operador assuma o controle quando, por exemplo, for necessário um cuidado maior com obstáculos como linhas de alta tensão, outros operadores voando ou árvores.

Pederii, um especialista em design de simulação de voo com 10 anos de trabalho na Microsoft, espera que os testes nas duas safras voadas na Ucrânia possam mudar a realidade dos drones no mercado aeroagrícola. Ele explica que atualmente a empresa está voando para clientes na Austrália, Europa Oriental e Indonésia. Mas o próximo é fabricar de 50 unidades de um modelo maior de drone, capaz de voar mais tempo e com maiores cargas. A pequena frota será testada nos Estados Unidos, onde a empresa espera certificar os aparelhos inclusive para voos à noite.

Fonte: Sindag

Deixe uma resposta