Brasil volta a exportar carne suína para a África do Sul

O total de produtos agropecuários exportados pelo Brasil à África do Sul somou US$ 464,65 milhões em 2015, e US$ 458,68 milhões no ano passado. Foto:Reprodução/Internet
Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

A paralisação das exportações aconteceu em 2005 quando o Brasil registrou casos de febre aftosa

O Brasil vai retomar as exportações de carne suína in natura para venda livre (no varejo) para a África do Sul. O departamento de Negociações Não Tarifárias do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) recebeu o comunicado da reabertura daquele mercado, nesta quarta-feira (11), do Departamento de Agricultura, Floresta e Pesca (DAFF) sul africano. Os importadores daquele país só recomeçaram a comprar efetivamente, a partir de 2014, depois que os focos de aftosa foram dissipados. Apenas os cortes destinados à indústria de embutidos (salsicharia). Fontes do setor, de Santa Catarina, explicam que a geração de empregos vai depender da demanda do mercado africano e do mix (variedade) de produtos que serão embarcados: quanto mais sofisticados, mais mão de obra será empregada.

O total de produtos agropecuários exportados pelo Brasil à África do Sul somou US$ 464,65 milhões em 2015, e US$ 458,68 milhões no ano passado. Foto:Reprodução/Internet
O total de produtos agropecuários exportados pelo Brasil à África do Sul somou US$ 464,65 milhões em 2015, e US$ 458,68 milhões no ano passado. Foto:Reprodução/Internet

Em 2014, os embarques de carne suína para a África do Sul somaram US$ 25 mil; em 2015 foram US$ 538 mil e no ano passado US$ 3,7 milhões. Além do Brasil os fornecedores dos cortes suínos aquele mercado são a União Européia, principalmente a Alemanha e o Canadá.

 

As informações são do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 

Deixe uma resposta