Estudo indica que climatizar o ambiente é alternativa para amenizar queda na produção de leite no verão

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Com as altas temperaturas, gado leiteiro não se alimenta normalmente, o que pode proporcionar perda entre 10% e 20% na quantidade final do produto

A climatização do ambiente em períodos de altas temperaturas como o verão ou até mesmo em regiões do Brasil onde o calor predomina durante o ano todo é imprescindível para que o produtor de vacas leiteiras mantenha a produção na mesma proporção de épocas amenas. Nesse período, a perda da produção pode chegar a 20%, segundo dados do estudo israelense Heat stress management in Israel. Para amenizar o clima e proporcionar bem-estar ao gado, além de evitar prejuízos, José Carlos Ribeiro, consultor agropecuário da Boi Saúde – Pecuária Inteligente, aponta alternativas que podem ser aplicadas a curto e longo prazos.

“Com a chegada do verão, os animais ficam expostos a temperaturas muito altas, sem contar que num país tropical como o Brasil, há regiões onde o clima seco e quente predomina o ano todo. A temperatura ideal para o ambiente das vacas leiteiras é entre -5°C a 22°C, mas se o produtor reparar, os animais ficam expostos a temperaturas bem maiores que estas em nosso País e a consequência é a queda na produção de leite nesses períodos. Em Israel, há ambientes climatizados apropriados para a produção de leite, só que essa adaptação tem um custo elevado, o que ultrapassa a realidade do produtor no Brasil”, explica Ribeiro.

O melhor investimento em curto prazo com custo pequeno e bom resultado é a construção de corredores agroflorestais, ou seja, corredores com plantio de árvores dos dois lados, local ideal para manter os animais nos períodos mais quentes do dia, que costumam ser entre às 10h e 17 horas. “Com esse plantio, o produtor manterá a vaca em temperatura entre 18ºC e 22ºC graus, parâmetro adequado e que não proporcionará diminuição do consumo de ração que tem como consequência a queda na produção, além disso, as árvores podem ser frutíferas. É uma forma simples, barata e que também contribui com o meio ambiente a partir do plantio dessas novas árvores e também zela pelo bem-estar dos animais”, comenta o consultor que tem mais de 15 anos de experiência no setor agropecuário.

Outra alternativa, caso o produtor tenha um galpão disponível na propriedade, é climatizá-lo com umidificadores, o que torna um ambiente agradável para o gado. Ribeiro reforça que a climatização pode ser feita com ventiladores, umidificadores e climatizadores. “É importante ressaltar que o galpão deve ficar o tempo todo climatizado enquanto o gado estiver lá, não só no período da ordenha, o que evitará o estresse, além de manter ou até mesmo aumentar a qualidade do leite.”

Você pode consultar o site para mais informações.

Deixe uma resposta