Ferrugem asiática chega ao Mato Grosso do Sul

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

O Consórcio Antiferrugem acaba de divulgar o primeiro relato da ferrugem asiática da soja em lavoura comercial no município de Amambaí, Mato Grosso do Sul. Com esse registro, sobe para quatro o número de focos da doença no Brasil, na safra 2016/2017. São dois focos em São Paulo, um no Paraná e um em Mato Grosso do Sul.

O relato de ferrugem em Amambaí (MS) foi feito pelo pesquisador José Fernando J. Grigolli, da Fundação MS.  Segundo ele, a lavoura fica na região de fronteira do Estado, onde a soja foi semeada em grandes áreas, logo após o final do vazio sanitário, e o regime de chuvas foi regular. Por isso, os produtores devem intensificar o monitoramento ou para proteger as lavouras com fungicidas, dependendo da fase da desenvolvimento da cultura.

Além disso, o Consórcio Antiferrugem – via pelo pesquisador Alan Cordeiro Vaz, da Fundação ABC – registrou em Itaberá (SP) o segundo relato de ferrugem em lavoura comercial, em São Paulo. O relato das ocorrências são realizados por laboratórios credenciados e podem ser acompanhados pelo site do Consórcio. (www.consorcioantiferrugem.net).

Deixe uma resposta