Boi gordo cai em novembro com postura discreta de frigoríficos

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

O mercado de boi gordo operou com preços em baixa em novembro nas principais regiões de produção do Brasil. Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, “os frigoríficos enfrentam graves dificuldades operacionais em virtude do encarecimento da matéria-prima. Isso fez com que os mesmos adotassem uma postura mais discreta na compra de gado”.

“Da mesma maneira, os preços da carne no atacado não reagiram de acordo com todas as expectativas, o que dificulta ainda mais a situação”, assinala Iglesias. Esses preços apresentaram alguma reação em novembro, mas ainda estão muito distantes do esperado pelo setor, especialmente para este período do ano, de consumo aquecido.

Com o recebimento do décimo-terceiro salário, o crescimento do consumo pode impulsionar alguma alta dos preços de balcão, mesmo que de maneira comedida, durante a primeira quinzena de dezembro. “Muitos frigoríficos contam com contratos a termo para uma melhor composição de suas escalas de abate”, assinalou Iglesias.

A média de preços da arroba do boi gordo nas principais praças de comercialização do país ficou assim em novembro:

* São Paulo – R$ 152,06 a arroba, contra R$ 154,44 a arroba em outubro.
* Goiás – R$ 142,65 a arroba, contra R$ 145,00 a arroba.
* Minas Gerais – R$ 145,30 a arroba, contra R$ 146,66 a arroba.
* Mato Grosso do Sul – R$ 142,06 a arroba, contra R$ 147,22 a arroba.
* Mato Grosso – R$ 134,38 a arroba, contra R$ 136,75 a arroba.

Deixe uma resposta