Alta de 4,5% em Chicago mantém preços da Soja no Brasil

como os estoques são abundantes e a relação estoque final/consumo segue aumentando, no médio prazo, as cotações em dólar não apontam sinais de reação. Foto: Reprodução/Internet
Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Os preços da soja reagiram ao longo da semana no país e houve uma maior movimentação no começo da semana, antes do feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos.

O preço da saca de 60 kg subiu de R$ 76,00 para R$ 78,00 entre os dias 17 e 24 de novembro, em Passo Fundo. Em Cascavel, no Paraná, a cotação aumentou de R$ 74,00 para R$ 77,00. Em Dourados (MS) a cotação subiu apenas um real: de R$ 69,00 para R$ 70,00.

A melhora na movimentação é reflexo do bom comportamento dos contratos futuros na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT). Os contratos com vencimento em janeiro subiram 4,5% a US$ 10,34 ¼. Compras técnicas por parte de fundos e especuladores e a boa demanda pela soja americana ajudaram a sustentar, mesmo com a boa safra esperada para os Estados Unidos.

Deixe uma resposta