(54) 3632 5485 contato@destaquerural.com.br

Após conflito entre índios e agricultores em Sananduva, polícia prende 11

Foto: Rádio Sananduva
Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

 Megaoperação da Polícia Federal pretende restabelecer a paz no interior

Na manhã de hoje (23), a Brigada Militar junto a Policial Federal desencadearam uma operação no interior de Cacique Doble e de Sananduva para controlar as disputas entre indígenas e produtores rurais. No último final de semana, cerca de 100 índios atearam fogo em lavouras de trigo e aveia em Sananduva. O prefeito da cidade, Antônio Roberto Caldato determinou situação de calamidade pública.

A operação policial, que teve início às 3h contou com apoio de um helicóptero e ao menos 14 mandados de prisão preventiva foram expedidos.  No total, 11 pessoas foram presas, dentre eles oito indígenas e três agricultores.

Foto: Rádio Sananduva
Foto: Rádio Sananduva

ENTENDA O CASO

No sábado, (19) a Polícia Federal cumpriu mandado de prisão contra um índio que, desde o início de novembro, participava de ocupações em propriedades rurais e no salão paroquial de Bom Conselho, localidade do interior de Sananduva.  Os ataques com fogo seriam uma retaliação a esse pedido de prisão.

A FARSUL (Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul) nega que os ataques tenham relação com a questão agrária, que está em andamento na justiça. De acordo com Ricardo Dias, presidente da comissão de assuntos fundiários da FARSUL, “O que existe lá é um ato de terrorismo de algumas poucas famílias indígenas que extorquem os produtores e que, neste caso específico, fazem uma represália à ação da Polícia Federal”.

Deixe uma resposta