Dólar recua de máxima de 13 anos e meio

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

O dólar recuou da máxima de seis meses contra o iene nesta terça-feira, com a alta dos preços do cobre e do minério de ferro impulsionando as moedas ligadas às commodities. Duas semanas de alta para o dólar desde a eleição de Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos parecem estar acabando antes do feriado de Ação de Graças.  O minério de ferro e o carvão de coque subiram na China, na medida em que especuladores compraram após recentes quedas. Os preços globais do petróleo atingiram o patamar mais alto desde outubro, com o mercado precificando um possível corte da produção pela Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Contra uma cesta de seis principais moedas, o dólar estava em 100,8  .DXY   =USD , abaixo da máxima de 13 anos e meio de 101,48 atingida na sexta-feira.

Deixe uma resposta