Emenda da Câmara Federal destinará R$100 milhões para a agropecuária do Estado

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Bancada gaúcha em Brasília aprova liberação de recursos para o setor primário do RS em 2017

A partir de um esforço e de uma interlocução realizada há meses junto a Câmara Federal, pelo secretário da agricultura, pecuária e irrigação do RS, deputado Ernani Polo, o Rio Grande do Sul está garantindo uma emenda da bancada federal gaúcha, no montante de R$ 100 milhões para investimentos na agropecuária do Estado.  Os recursos virão diretamente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para a secretaria da agricultura do RS.

A emenda é caracterizada por ser impositiva, ou seja, de execução obrigatória, e destina-se ao fomento do setor agropecuário, através da aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas.  A proposta foi construída pelo Secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Ernani Polo, em conjunto com o coordenador de bancada federal, deputado Giovanni Cherini, e demais parlamentares gaúchos.

“Esta é a primeira vez que a bancada gaúcha está colocando emenda impositiva para agricultura e temos que ressaltar esta iniciativa de destinar R$ 100 milhões para o setor primário. São recursos que terão a participação integral da bancada, formada por 31 deputados e três senadores na destinação dos mesmos. É uma conquista importante pois a agricultura é a base que garante a nossa economia.  Ressalto o esforço do secretário Ernani Polo, que soube provocar este assunto e que agora se concretiza”avalia o coordenador da bancada gaúcha, deputado Giovanni Cherini.

“É sem dúvida uma grande conquista para o setor agropecuário do Estado, pois a emenda foi priorizada e terá todo nosso empenho para ter sua liberação efetivada no próximo ano. Com as máquinas e implementos adquiridos, fruto dos recursos disponibilizados,  poderemos executar ações pelo crescimento e desenvolvimento da agropecuária no Rio Grande do Sul. Temos como enfoque principal o programa Conservar para Produzir Melhor, para estimular a sustentabilidade da produção no manejo da água e do solo e o fomento a produção leiteira, que é fundamental para o crescimento econômico e social do Rio Grande, com  geração de emprego e renda no campo. A melhor forma de aplicação dos recursos será discutida com a bancada federal”, diz o Secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Ernani Polo.

Deixe uma resposta