Previsão para a safra brasileira de soja sofre leve redução

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

As exportações do complexo soja pelo Porto de Santos (SP) aumentaram 8%, de janeiro a setembro, segundo dados divulgados pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). Na direção contrária, o milho recuou 18,5% em relação ao mesmo período de 2015. Outros produtos com destaque na pauta de exportações foram à carne bovina (+10,5%) e sucos cítricos (+8%).  A soja foi o produto de maior destaque financeiro na pauta de exportações, com uma participação de 13,2%, principalmente, para China, Tailândia e Taiwan.

Em Mato Grosso do Sul, o plantio da safra de soja 2016/17 avançou aproximadamente 22,5% nesta última semana, o plantio já esta concluído em 68% da área prevista no Estado.  A consultoria INTL FCStone reduziu sua previsão de safra brasileira para soja 2016/17 para 101,83 milhões de toneladas, ante 101,85 milhões da previsão de outubro. Um dos motivos apontados para a redução foi o risco de seca, na região Sul e Norte/Nordeste do país em função da ocorrência do fenômeno La Niña.

Para o milho, a previsão de colheita da primeira safra (verão) foi mantida em 29,74 milhões de toneladas. Em 2015/16, o Brasil colheu 25,85 milhões de toneladas.

 

 

Informações Aprosoja-MS e Reuters

Deixe uma resposta