Greve de auditores fiscais brasileiros faz com que Paraguai tenha perdas de US$ 40mi nas exportações ao país

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

A greve do Sindicato Nacional de Auditores Fiscais da Receita Federal continua e, em consequência disso, há um atraso de exportações de 450 mil toneladas de grãos vindos do Paraguai destinados ao mercado brasileiro com contratos fechados, segundo informou José Berea, presidente da Câmara Paraguaia de Exportadores e Comercializadores e Cereais e Oleaginosas (Capeco).

As perdas acumuladas, segundo Berea, já somam os US$40 milhões, se considerado também o custo do frete, estadias e falta de cumprimento de contrato.

De acordo com a Capeco, a greve aumentou a medida de força na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, liberando em passo mínimo a nulo os caminhões com carga de milho, trigo, arroz, soja e casca de soja com destino ao mercado brasileiro.

A Câmara informou ainda que as perdas que ainda não foram avaliadas por conta da incerteza em torno da greve e sua resolução que reflete na nula concretização de novos contratos, além da perdas de acordos vigentes que podem ser cancelados, podem superar as perdas sofridas até este momento, superando um prejuizo superior aos US$100 milhões, considerando 1,5 milhões de toneladas de milho e 700 mil toneladas de trigo que não puderam ser comercializadas até agora.

 

Notícias Agrícolas

Deixe uma resposta