Oferta aumenta e pressiona cotação do arroz gaúcho

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

O aumento da oferta frente a uma demanda enfraquecida pressionou os preços do arroz em casca no Rio Grande do Sul, principal referencial nacional. Na média do estado, a saca de 50 quilos foi cotada a R$ 49,21 nesta quinta-feira (13) pós feriado. “Este é o menor preço desde o último dia 27 de julho”, lembra o analista de SAFRAS & Mercado, Élcio Bento.

A proximidade dos vencimentos do custeio da próxima safra e a competitividade do produto importado são os principais fatores que levam a esse arrefecimento dos referencias de preços. “Corrobora para isso a recente desvalorização do dólar em relação ao real, que nesta quinta-feira voltou a operar abaixo do patamar de R$ 3,20”, explica.

A necessidade de venda pelos produtores é um fator pontual. “Porém, uma eventual apreciação mais acentuada do padrão monetário nacional, barateando o custo de importação, pode dar consistência ao movimento de baixa”, pondera. Os agentes seguirão atentos ao volume e aos preços que o arroz importado chega às principais praças de comercialização do Brasil. Além disso, acompanham de perto o avanço dos trabalhos de plantio da safra nova. A previsão de chuva nas regiões de produção do Rio Grande do Sul traz alívio aos produtores e devem contribuir para a germinação das lavouras.

No cenário internacional, destaque para o plantio de arroz na Argentina na temporada 2016/2017, que foi estimado em 37% até o dia 13 de outubro, em área equivalente a 80,857 mil hectares, informou o Ministério da Agroindústria do país. Em igual período do ano passado, a semeadura estava em 62%. Na semana anterior, o cultivo era apontado em 22% da área. A área para 2016/17 está projetada em 217,250 mil hectares, ante 214,570 mil hectares na temporada anterior.

 

Rodrigo Ramos/ Agência SAFRAS

Deixe uma resposta