McDonald’s anuncia não mais utilizar ovos de galinhas submetidas a confinamento em gaiolas, em toda a América do Sul

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

O McDonald’s, segunda maior rede de lanchonetes do mundo, se comprometeu a eliminar o uso de ovos de galinhas confinadas em gaiolas de toda sua cadeia de produtos após conversas com a Mercy For Animals Brasil e outras organizações de proteção animal.

A empresa anunciou que está estendendo seu compromisso de somente utilizar ovos ”cage-free” para Brasil, México e quase toda a América Latina. Em 2015, a empresa já havia se comprometido a banir de suas operações nos Estados Unidos o uso de ovos de sistemas que utilizam confinamento em gaiolas até 2025. A decisão reduzirá significativamente o sofrimento intenso de milhões de galinhas exploradas para produção de ovos.

Cada vez mais os consumidores tomam conhecimento da crueldade do confinamento intensivo de galinhas no mundo todo. Em resposta à crescente demanda do público consumidor, grande parte das maiores empresas de todos os segmentos do setor de alimentos nos Estados Unidos, Canadá e União Europeia já anunciaram planos de não mais admitir o uso de ovos provenientes de sistemas que operam com confinamento em gaiolas. Há poucas semanas, o Burger King também anunciou sua nova política de somente utilizar ovos de sistemas 100% livres de gaiolas em toda a América Latina.

De acordo com Lucas Alvarenga, Vice-Presidente da Mercy For Animals Brasil, ”o McDonald’s está dando um passo significativo no sentido de melhorar a vida dos animais explorados para consumo. Seu compromisso de somente usar ovos de galinhas não submetidas a confinamento em gaiolas reduzirá o sofrimento intenso de milhões de animais e inspirará outras empresas a implantarem políticas afins.”

 

PublishCom

­­­

Deixe uma resposta