Embrapa Trigo apresenta novidades em Dia de Campo

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Nesta quinta-feira, dia 06, a Embrapa Trigo realizou o Dia de Campo Institucional, que teve como tema central “Renda o ano todo”,  onde foram apresentadas as vantagens para se investir nos cultivos de inverno.

No decorrer das cinco instalações, que abordaram o manejo das principais culturas (trigo, canola, cevada, aveia, centeio e triticale); os cuidados com a preparação do solo; e o manejo e controle das pragas e doenças; os produtores rurais, técnicos e estudantes receberam orientações sobre o manejo e cultivo destas culturas visando o potencial de mercado.

 

Pragas e doenças

O destaque ficou por parte da instalação de manejo integrado de pragas e doenças, onde o fitopatologista, Douglas Lau, apresentou dois grandes problemas que o produtor de trigo encontra em sua lavoura, o mosaico comum e o nanismo amarelo da cevada. “O mosaico comum é transmitido por um organismo que se encontra no solo, este é um vírus que pode causar um potencial de danos bastante elevado, principalmente nos agricultores que vivem em áreas que já possui um histórico da doença. Os cuidados no manejo de viroses, já começa na escolha da cultivar, então o planejamento anual deve considerar primeiro:  se já tem histórico de mosaico na área, fazer uma relação de materiais disponíveis no mercado, e por fim, escolher os materiais que são resistentes ao vírus do mosaico”, declarou Lau.

Quanto ao nanismo amarelo da cevada, o fitopatologista, afirmou que, “o nanismo amarelo da cevada, nada mais é que um conjunto de vírus, transmitido por pulgões. Aqui nós apresentamos um exemplo de duas plantas, uma saudável sem infecção e outra com alto nível de infecção de nanismo, isso pra mostrar que se a planta obtiver uma infecção logo no inicio do ciclo, o material pode perder até 50% do seu potencial produtivo”. Quanto os cuidados com estes vírus, Lau afirma que, tudo depende da estratégia que o produtor optar privilegiar, “Ele pode trilhar caminhos que visam o potencial produtivo; a qualidade; ou optar por um trigo com rendimento mais baixo que eu não precise colocar tantos insumos na lavoura”.

 

Cultivar de Trigo para biscoito

Outra novidade foi a apresentação, de uma nova cultivar de trigo, a BRS Guaraim. Esta nova cultivar é voltada para a indústria de biscoitos. O pesquisador da Embrapa Trigo, Gilberto Omar Tomm, esclarece que o “trigo pão não é um produto adequado para a fabricação de biscoitos, esta nova cultivar reúne as características necessárias neste segmento”, a previsão é de que as sementes estejam disponíveis em 2018.

 

Redação Destaque Rural

 

dia-de-campo-embrapa-07-10

Nova cultivar de trigo para biscoito

Deixe uma resposta