Internet das coisas e agricultura digital

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

IoT será relevante para tomada de decisão relacionada a financiamento, seguro, logística, marketing, entre outras áreas fundamentais do agronegócio

DATAGRO

A Internet das Coisas (IoT) vai abrir novas oportunidades de negócios na agricultura digital, abrangendo mais elos da cadeia produtiva do agronegócio – não se limitando apenas à produção física nas fazendas -, bem como promovendo mudanças nos serviços que serão ofertados. A análise é de Mário Lemos, especialista em IoT na Accenture Digital, que colocou no mercado uma nova plataforma de coleta e análise de dados dedicada à agricultura de precisão. “A IoT cria oportunidades que antes estavam restritas somente ao ambiente web”, afirmou Lemos, durante palestra em evento sobre Internet das Coisas, encerrado sexta-feira (02), em São Paulo (SP).

De acordo com o executivo, com o avanço da IoT na agricultura e a consequente acumulação da análise de dados, o conhecimento obtido não servirá apenas, por exemplo, para indicar onde e quando o insumo deve ser aplicado na terra, mas também será útil para tomada de decisão relacionada a financiamento, seguro, logística, marketing, entre outras áreas fundamentais do agronegócio.

Segundo Lemos, com suas aplicações aumentando a exatidão do que acontece no campo e ao mesmo tempo indo além da parte agronômica, a IoT passa a ser importante para a tomada de decisão do agronegócio como um todo, envolvendo mais e mais agentes da cadeia produtiva, que querem e precisam saber, com precisão e em curto espaço de tempo, o que acontece nas lavouras.

Para Eduardo Mario Dias, professor titular da Escola Politécnica (Poli/USP) e idealizador do “Seminário Iniciativas 4.0: Aplicações da Internet das Coisas no Agronegócio, Saúde e Indústria”, também realizado na semana passada, na USP, a IoT está eliminando os limites como os conhecemos hoje. “Partindo dessa premissa, ao desenvolver processos de inovação, produtos, fábricas e cadeias de valor mais inteligentes, as empresas podem aumentar as receitas e diminuir os custos, às vezes, as duas coisas ao mesmo tempo”, disse.

Entre novas oportunidades, serviços e/ou negócios, Lemos citou como exemplo mudanças que podem acontecer na indústria de máquinas agrícolas. Segundo o executivo, com a expansão da IoT, as fabricantes do setor podem, por exemplo, passar a vender soluções digitais completas de agricultura de precisão, e não mais somente tratores ou colheitadeiras.

Deixe uma resposta