Agricultor do RS que colheu quase 104 sacas de soja por hectare compartilha experiência na Expodireto

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

No evento mais de 250 agricultores buscam inovações a favor de altas produtividades

Cerca de 250 agricultores e especialistas se reuniram em Não Me Toque (RS), na busca por alternativas tecnológicas e inovações, a favor de produtividades mais altas na produção de soja. Durante o Fórum Regional de Máxima Produtividade, realizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB) em parceria com a Cotrijal, foram apresentadas as práticas que levaram o agricultor, Vanderlei Neu, a alcançar a produtividade de 103,79 sacas por hectare, consagrando-se a mais alta produtividade do Rio Grande do Sul. O evento que aconteceu nesta quarta-feira (31), no auditório da Expodireto – Cotrijal, segue para Ijuí, amanhã (1º).

Na Fazenda Granja Vania, no município Quinze de Novembro, o agricultor conseguiu se destacar, deixando a média de produtividade nacional para trás. Em sua produtividade, Neu ficou 10 sacas abaixo do campeão da Região Sul, que colheu 114 sacas por hectare, na cidade de Ponta Grossa (PR). O ranking é desenvolvido pelo CESB, por meio do Desafio de Máxima Produtividade da Soja, que nesta última safra teve 4.400 áreas inscritas.

O professor e membro do CESB, Ricardo Balardin, apresentou no Fórum Regional em Não Me Toque, o case do campeão nacional e da região Sudeste, que atingiu a marca de 120,07 sacas por hectare. Na sequência, Balardin, tratou das perspectivas e controle de pragas e doenças nas lavouras, considerando-as como desafiadoras para que os agricultores elevem suas produtividades.

O Fórum Regional de Máxima Produtividade segue para Ijuí (RS), nesta quinta-feira (1º). O evento que acontecerá no Sesc Ijuí, contará com apresentações da 3Tentos e da BASF, empresas parceiras do CESB, que contribuem para as altas produtividades da soja no Brasil. O evento iniciará as 9h30, na Rua crisanto Leite, 202 – Centro, e tem entrada gratuita.

Sobre o CESB

O CESB é uma entidade sem fins lucrativos, formada por profissionais e pesquisadores de diversas áreas, que se uniram para trabalhar estrategicamente e utilizar os conhecimentos adquiridos nas suas respectivas carreiras e vivências, em prol da sojicultura brasileira. O CESB é qualificado como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), nos termos da Lei n° 9.790, de 23 de março de 1999, conforme decisão proferida pelo Ministério da Justiça, publicada no Diário Oficial da União de 04 de dezembro de 2009.

Atualmente, o CESB é composto por 19 Membros e 17 entidades patrocinadoras: Syngenta, BASF, Bayer, Jacto, Mosaic, TMG, Stoller, Monsanto, Sementes Adriana, Agrichem, UPL do Brasil, Aprosoja MT, Produquímica, Instituto Phytus, DuPont, Timac Agro e Plant Defender.

Deixe uma resposta