Prêmio Gerdau Melhores da Terra está com inscrições abertas para categoria Pesquisa e Desenvolvimento

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Destinada a estudantes universitários e profissionais de ciências agrárias, premiação estimula evolução tecnológica e ambiental no meio rural

Com o objetivo de contribuir para o avanço da agricultura, com a produtividade do setor e a preservação do meio ambiente, o Prêmio Gerdau Melhores da Terra está com as inscrições abertas para a categoria Pesquisa e Desenvolvimento, voltada para estudantes e pesquisadores. As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de agosto, pelo site www.melhoresdaterra.com.br, onde também está o regulamento completo do Prêmio.

Durante a última edição do evento, a categoria Pesquisa e Desenvolvimento contou com a inscrição de 707 trabalhos científicos. Um dos destaques foi para o estudante Tiago Veja Custódio, da Faculdade de Agronomia – UFPel, de Pelotas (RS), que venceu o Prêmio com o projeto Semeadora adubadora para plantio direto com sulcador rotativo acoplado a tratores de rabiças. O trabalho selecionado contempla o desenvolvimento e construção de uma semeadora e adubadora de duas linhas, conectada a um micro-trator de baixa potência, com espaço para transporte do operador, para utilização em plantio direto de milho e feijão.

A máquina foi planejada para atender às necessidades dos agricultores familiares, que buscam práticas conservacionistas de implantação de lavouras como o plantio direto, porém, com maior capacidade operacional na semeadura, menor demanda de mão de obra e de esforço humano, além de manter um baixo consumo de combustível.

Na divisão Pesquisador, o trabalho reconhecido foi a Metodologia para o desenvolvimento de um dosador de manivas para plantadeira de mandioca, que tem como autor principal o engenheiro mecânico Juliano Mazute, do FIESC-SENAI, em cooperação com pesquisadores do CCT/UFSC, de Florianópolis (SC). O trabalho selecionado tem como objetivo desenvolver um mecanismo adequado à realidade das pequenas propriedades agrícolas. Esse projeto tem potencial para ser adaptado para o plantio de outras culturas. Além disso, trata-se de uma forma de racionalizar a mão de obra e de melhorar a qualidade do plantio, gerando maior produtividade.

Em sua 33ª edição, o Prêmio Melhores da Terra busca incentivar o desenvolvimento sustentável, a inovação e a excelência do agronegócio, além de oferecer ao mercado a oportunidade de conhecer novos estudos acadêmicos e pesquisas focadas no setor agropecuário brasileiro. 

Deixe uma resposta