(54) 3632 5485 contato@destaquerural.com.br

Zoneamento da soja no litoral do RS deve impulsionar desenvolvimento da cultura na região

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Anúncio foi realizado pelo Ministério da Agricultura e vai ao encontro de demandas encaminhadas pelo secretário estadual da agricultura Ernani Polo e pelo  deputado federal Alceu Moreira

Os municípios de Palmares do Sul, Mostardas, Capivari e Santa Vitória do Palmar vão ser incluídos, por decisão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, no zoneamento da soja para o litoral Norte, a partir do segundo semestre deste ano. O anúncio foi realizado pelo secretário de política agrícola do MAPA, Neri Geller. O tema já vinha sendo reivindicado por produtores do litoral e também foi levado a Geller pelo secretário estadual da agricultura, pecuária e irrigação, Ernani Polo, que já havia recebido o pleito de agricultores da região e, da mesma forma, do deputado federal Alceu Moreira, durante audiência na Seapi em 2015.  Além da articulação de Alceu Moreira junto ao Mapa, também houve o apoio nesta construção do presidente da Federarroz, Henrique Dornelles, e do representante do IRGA, José Carlos Pires.

A partir do ingresso destes municípios do litoral norte gaúcho no zoneamento, que já produzem grande quantidade de grão, os agricultores vão ter a disponibilidade de contratar financiamentos, o que irá aumentar a produção de soja e disponibilizar mais geração de emprego e renda, sendo uma boa opção para alternar com o plantio do arroz. 

“Sem dúvida é uma grande notícia que recebemos, fruto da sensibilidade do secretário de política agrícola Neri Geller e também da mobilização dos produtores que percebem na cultura da soja uma excelente opção de plantio. Tratamos deste tema desde o ano passado junto ao governo federal e também atuamos em conjunto com o deputado Alceu Moreira e demais parlamentares da bancada gaúcha para que este pleito se concretizasse”, afirma o secretário Ernani Polo.

“São produtores, inclusive com alto grau de produção, mas por não estarem no zoneamento acabavam não participando das políticas de financiamento para o setor”, ressalta  o deputado Aleceu Moreira, que desde o ano passado trabalhou a demanda junto à pasta. 

Deixe uma resposta