Estudo vai pesquisar a cadeia produtiva do biodiesel

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Projeto foi entregue ao governador do RS

Nesta sexta-feira (24), durante a inauguração dos módulos II e III do Parque Tecnológico, localizado na Universidade de Passo Fundo, o Governador do Estado do RS, José Ivo Sartori, recebeu das mãos do presidente da BSBIOS e da Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil – APROBIO e, ainda vice-presidente do Sindibio-RS, Erasmo Carlos Battistella um projeto para a realização de um Arranjo Produtivo Local – APL. O estudo visa promover a eficientização da cadeia do biodiesel.

Para Battistella é importante firmar esses vínculos de cooperação a fim de promover o desenvolvimento do setor. “São muitos os atores envolvidos para a produção do biodiesel, que vão desde os produtores de matéria-prima à industrialização do biocombustível, é necessário entender os gargalos de cada um para buscar uma melhor eficiência,” salientou. 

O Governador  Sartori destacou que a mesmice não faz mudança. “O que vemos aqui hoje é a moeda do amanhã,  com ciência,  tecnologia e inovação. O RS ganha com esse capital,” declarou o governador.

Para  o reitor da Universidade Passo Fundo, José Carlos Carles de Souza, o Pólo Tecnológico dá início a um novo tempo. “Será possível uma maior interação entre todos os envolvidos, promovendo inovação e tecnologia,” frisou Souza. O APL será apoiado pelo tripé Governo do Estado do RS, Universidade de Passo Fundo e setor do biodiesel, que desenvolverão atividades em conjunto.

O Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Fábio Branco, destacou que esse é o modelo e o conceito que o governador quer para o futuro do RS.

Para o prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, a Universidade é o propulsor do desenvolvimento do município. “A união de forças promoveu a possibilidade de aqui podermos gerar ciência, tecnologia e empregos”,  afirmou  o prefeito.

Deixe uma resposta