(54) 3632 5485 contato@destaquerural.com.br

Exportação é caminho para estabilidade do mercado

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado
Crédito: Chocks/Divulgação Cotrijal
Crédito: Chocks/Divulgação Cotrijal

Presença de peso no Fórum Estadual do Leite na manhã desta quarta-feira (9/3), o diretor executivo da Viva Lácteos, Marcelo Martins, traçou um panorama do setor lácteo nacional, destacando a relevância que as exportações devem assumir nos próximos anos para garantir a estabilidade de mercado. Segundo ele, com o aumento da produção nacional na casa dos 4,1%, índice maior do que a expansão do consumo, os embarques de leite em pó e condensado tornaram-se uma saída para muitas empresas para assegurar o crescimento dos negócios. Contudo, a crise do mercado internacional vem freando o potencial do setor.

A expansão do setor lácteo, pontuou o especialista, vem sendo puxada pela Região Sul, que assumiu a liderança nacional, ao centralizar 34,7% da produção de lácteos. Enquanto o país registrou crescimento de 4,1% em 10 anos, o Rio Grande do Sul atingiu 7%, praticamente o dobro. “E a região Noroeste, onde estamos agora, cresceu quase 9%”, acrescentou Martins.  Ele informou que tem convicção de que a cadeia vai sair fortalecida desse momento, quando todos os elos estão sendo demandados a serem “mais profissionais, competitivos e eficientes”.

Participando do Fórum Estadual do Leite, o presidente do Sindilat, Alexandre Guerra,  reforçou a posição, defendendo a relevância das empresas vislumbrarem nossas potencialidades e mercados para seus  produtos lácteos. O Sindilat também foi representado pelo secretário-executivo, Darlan Palharini.

Deixe uma resposta