Estado conta com Plano de Agroecologia e de Produção Orgânica

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

Diretoria e empregados da Emater/RS-Ascar acompanharam o lançamento, nesta quinta-feira (03/03), do Rio Grande Agroecológico – Plano Estadual de Agroecologia e de Produção Orgânica, em Porto Alegre. O ato foi realizado pelo governador José Ivo Sartori e contou com a participação de autoridades estaduais, representantes federais, municipais e instituições.

Este é o primeiro plano gaúcho que tem como foco a agroecologia e a produção orgânica e foi construído por um comitê gestor formado por cerca de 40 instituições, entre elas a Emater/RS-Ascar, secretarias de Estado, governo federal, universidades e organizações não governamentais (ONGs). Coordenado pela SDR, o plano conta com ações e metas para promover a produção e o consumo de alimentos saudáveis, o uso e a conservação da agrobiodiversidade, a oferta de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social e o ensino e a pesquisa de base ecológica, de maneira transversal.

Para Sartori o programa busca o desenvolvimento sustentável para a produção rural do RS, já que a sociedade está preocupada com a origem e qualidade do alimento que consome. “O plano é uma garantia de segurança alimentar e nutricional. É importante que se estabeleça uma relação de harmonia dos sistemas de produção com o meio ambiente”, frisou.

“Nosso governo quer avançar e dar um pouco mais de qualidade para a produção orgânica e agroecológica. A sociedade quer alimentos saudáveis e há um mercado para esses produtos, mas precisamos aumentar a produção, garantindo mais oferta para a sociedade. É preciso mais competitividade e escala para atender todas as camadas da sociedade e não apenas para aquelas que podem pagar por um produto mais caro”, salientou o secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcísio Minetto. 

O presidente da Emater/RS, Clair Tomé Kunh, lembrou que a Instituição trabalha com Agroecologia há algum tempo. “A Emater é parceira neste Plano. Temos que produzir em maior escala para atingirmos outras camadas da sociedade que hoje não tem acesso a este tipo de alimento”, reforçou Kunh. A Emater/RS-Ascar atende, aproximadamente, 1700 famílias de base ecológica e tem como um de seus focos a redução do uso de agroquímicos.

Ações práticas do Rio Grande Agroecológico
O que está sendo feito e as metas do plano estadual:
– 8.387 projetos produtivos e de apoio à comercialização de alimentos orgânicos financiados;
– 1.112 encontros de capacitação de agricultores e técnicos em agroecologia;
– 29 editais de apoio à produção agroecológica e Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (ATERS);
– 38.340 famílias atendidas com ATERS em agroecologia;
– 347 projetos de pesquisa e extensão em agricultura de base ecológica;
– 110 publicações técnicas e de divulgação para fomento da agroecologia;
– 8 Bancos Ativos de Germoplasma (BAGs) revitalizados e mantidos;
– 96 eventos de trocas de sementes crioulas e mudas;
– 132 feiras e eventos para a promoção e comercialização de alimentos orgânicos;
– 3.676 amostras de alimentos e água monitoradas quanto à presença de agrotóxicos. 

Deixe uma resposta