(54) 3632 5485 contato@destaquerural.com.br

Mercado de trigo opera em ritmo de final de ano no Brasil

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

O mercado brasileiro de trigo mantém o ritmo lento, principalmente pela proximidade do final de ano. Outro fator que influenciou no ritmo de negócios esta semana foi a confirmação da extinção das retenções por parte do governo argentino, gerando incertezas no mercado interno. 
 
No Paraná houve reportes entre R$ 730,00 e R$ 760,00 a tonelada do cereal de boa qualidade. A oferta pede atualmente entre R$ 780,00 e R$ 800,00 a tonelada. Vale destacar que o volume negociado não é grande e os moinhos do estado seguem bem abastecidos, pelo menos até final de fevereiro e início de março do próximo ano. 
 
O trigo de baixa qualidade é negociado entre R$ 485,00 e R$ 490,00 a tonelada no FOB, redução frente os R$ 510,00 a tonelada praticados anteriormente, mesmo com a elevação do dólar frente o real. 
 
Ainda em relação ao câmbio, a nova desvalorização da moeda nacional frente o dólar pode destravar o mercado interno, possibilitando maiores volumes de negócios no curto prazo.

O mercado avaliou os números consolidados da safra paranaense, divulgados hoje pelo Deral. Segundo o Departamento de Economia Rural do Paraná, foram colhidas 3,333 milhões de toneladas em uma área de 1,339 milhão de hectares, apresentando assim um rendimento médio de 2,506 toneladas por hectare. 

Ainda informa que 62% da safra já foi comercializada, adiantada 9% em relação ao mesmo período do ano anterior, onde se encontrava 53% da safra comercializada.Na temporada anterior, 70% do trigo colhido possuía pH 78 ou superior, 23% abaixo de 78 e os 7% restantes foram de triguilho. Já em comparação com a temporada atual, 66% da safra apresentou pH 78 ou superior, 24% abaixo de 78 e os 10% restantes foram de triguilho. 

Em volume da temporada atual, representam 2,199 milhões de toneladas com pH igual ou superior a 78, 799,9 mil toneladas com pH abaixo de 24% e 333,3 mil toneladas de triguilho.

Deixe uma resposta