Dólar e Chicago em baixa travam mercado brasileiro de soja

Destaque Rural | Portal do Agronegócio | Revista, Agricultura, Pecuária, Mercado

A semana foi de escassos negócios e preços mais baixos no mercado brasileiro de soja. A queda combinada dos preços futuros em Chicago e do dólar frente ao real tirou o produtor dos negócios, que preferem se focar no plantio da nova safra.

A saca de 60 quilos recuou de R$ 81,50 para R$ 80,50 em Passo Fundo (RS), entre os dias 12 e 19 de novembro. No mesmo período, a cotação caiu de R$ 78,50 para R$ 74,00 em Cascavel (PR). Em Rondonópolis (MT), o preço baixou de R$ 70,00 para R$ 68,50. Em Dourados (MS), a saca permaneceu em R$ 72,00, enquanto em Rio Verde (GO) caiu de R$ 76,00 para R$ 73,00.

O mercado foi pressionado pelo fraco desempenho dos preços futuros na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT). No período, os contratos com entrega em janeiro acumularam desvalorização de 0,93%, encerrando a quinta a US$ 8,55 por bushel.

O cenário fundamental segue pressionado o mercado. Os Estados Unidos encerraram a colheita da maior safra de sua história, conforme projeção do USDA, o Departamento de Agricultura norte-americano. No Brasil e na Argentina, o plantio se desenvolve sem maiores percalços, com perspectivas de produção cheia na América do Sul.

Para completar o cenário negativo para a movimentação no Brasil o dólar comercial caiu 1,04% na semana, atingindo R$ 3,728. A moeda foi pressionado pelas recentes vitórias do governo no Congresso, na tentativa de garantir o ajuste fiscal.

Plantio

O plantio da soja em Mato Grosso chegou a 89,7% da área estimada para 2015/16, de 9,203 milhões de hectares. O número faz parte do boletim semanal do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (IMEA), com data de 19 de novembro. Na semana passada, o percentual era de 83,7%. Em igual período do ano passado, a semeadura já envolvia 93,1%.

O Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, informou, em seu levantamento semanal, que 87% da área estimada de 5,243 milhões de hectares de soja foi plantada. Ela deve subir 3% frente aos 5,104 milhões de hectares plantados no Paraná na safra 2014/15.

Segundo a Emater, o Rio Grande do Sul atingiu 32% de área plantada, com atraso de 20 pontos percentuais em relação à 
média.

Deixe uma resposta